segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Deus é Pai de Amor

"Deus, sendo soberanamente justo, deve agir igualmente com todos os seus filhos. Por isso dá a todos um mesmo ponto de partida, a mesma aptidão, as mesmas obrigações a cumprir e a mesma liberdade de agir. Todo privilégio seria uma preferência, e toda preferência uma injustiça."

"Deus, cujas leis são todas soberanamente sábias, não faz nada inutilmente."

"Todavia, desde que se admita Deus, não se pode concebê-lo sem a infinitude de perfeições. Ele deve ser todo poder, todo justiça, todo bondade, sem isso, não seria Deus. Se Deus é soberanamente bom e justo, não pode agir por capricho nem com parcialidade. As vicissitudes da vida têm pois uma causa, e como Deus é justo, essa causa deve ser justa. Eis do que cada um deve bem se compenetrar."
Alan Kardec -O Evangelho segundo o Espiritismo

"Deus é amor. E o que vive no amor, vive em Deus, e Deus vive nele.Se amarmos uns aos outros, Deus viverá em nós."
1 Jó 4